quarta-feira, 8 de novembro de 2017

Sugestões de Leitura #2

O Grande Retrocesso
ISBN: 9789896652159
Edição ou reimpressão: 04-2017
Editor: Objectiva
Idioma: Português
Dimensões: 149 x 228 x 20 mm 
Encadernação: Capa mole 
Páginas: 296
Classificação Temática: Livros em Português > Política > Política Internacional

Sinopse:
"O Grande Retrocesso reúne textos de grandes pensadores do nosso tempo, sobre temas controversos e fracturantes da actualidade: o auge brutal do populismo, a demagogia e o autoritarismo, a xenofobia, o brexit e o fenómeno Trump.
Um debate internacional sobre as grandes questões do nosso tempo.

«A primeira nota importante quando analisamos a dinâmica actual é que a comparação com a crise da chamada segunda globalização é tentadora. De facto, o mundo em 1900 não fazia prever o que veio a seguir. A resposta simplista poderia ser esta: a Revolução Russa, o proteccionismo e o fascismo acabaram com ela. Será que esta nova vaga populista é o anúncio de uma nova era de 'Retrocesso'? No momento em que escrevo, volta a falar-se de Hitler, de ditaduras, de soberanismo e de proteccionismo. Mas convém evitar as generalizações simplistas, o que não significa ignorar duas coisas: desde logo, que o mundo das democracias está a sofrer alguns processos de desconsolidação, muito embora não seja seguro que o receio de que o século XXI poderia tornar-se o 'século do autoritarismo' venha a tornar-se realidade; depois, que existe de facto uma vaga populista nas democracias dos países mais desenvolvidos, cujo futuro também é difícil de prever.»

Com textos de: Arjun Appadurai, Zygmunt Bauman, António Costa Pinto, Donatella della Porta, Fancy Fraser, Eva Illouz, van Krastev, Bruno Latour, Paul Mason Pankaj Mishra, Robert Misik, Oliver Natchwey, César Rendueles, Wolfgang Streeck, David Van Reybrouck e ZlavojZizek."

domingo, 5 de novembro de 2017

Sugestões de Leitura #1

Os Tempos Hipermodernos
Autor: Gilles Lipovetsky 
ISBN: 9789724416335
Edição ou reimpressão: 01-2011
Editor: Edições 70
Idioma: Português
Dimensões: 135 x 210 x 11 mm 
Encadernação: Capa mole 
Páginas: 136
Classificação Temática: Livros em Português > Ciências Sociais e Humanas > Sociologia

Sinopse:
"Esta obra compõe-se de três partes: na primeira, o filósofo Sébastien Charles apresenta uma introdução ao pensamento de Lipovetsky; a segunda, trata da sociedade hipermoderna; e na última parte, Charles entrevista Lipovetsky, que fala do seu percurso intelectual. Neste livro, Lipovetsky aprofunda suas ideias sobre a hipermodernidade e a angústia do homem contemporâneo perante a liberdade de escolha proporcionada por esta 'segunda modernidade', afirmando que os três aspectos fundamentais da modernidade - o mercado, o indivíduo e os avanços técnico-científicos - se intensificaram a partir dos anos 50 e desde os anos 80 com a intensificação da globalização, tendo passado a interferir directamente nos comportamentos sociais. O filósofo assinala os paradoxos do presente, destacando a fragilidade do indivíduo, simultaneamente mais autónomo e mais frágil."

OPINIÃO! «After - Livro 1» de Anna Todd

After - Livro 1
Autora: Anna Todd
ISBN: 9789722355193
Edição ou reimpressão: 05-2015
Editor: Editorial Presença
Idioma: Português
Dimensões: 149 x 230 x 30 mm 
Encadernação: Capa mole 
Páginas: 528


Sinopse:
"Tessa Young é uma jovem reservada e estável que sai de casa da mãe, uma mulher autoritária e preconceituosa, para iniciar os seus estudos na universidade, separando-se pela primeira vez do namorado de sempre, Noah, um rapaz doce e amoroso. 
Logo no primeiro dia, conhece a sua companheira de quarto, Steph, e os amigos desta, entre os quais Hardin, um inglês insolente, cheio de tatuagens e piercings. Rápida e inesperadamente, Tessa e Hardin iniciam uma relação intensa mas atribulada, pois ele é um bad boy que só arranja problemas. 
Tessa tem de tomar uma séria e dolorosa decisão: será que faz sentido trocar Noah por Hardin, desiludindo a sua superprotetora mãe e sabendo que a sua vida nunca mais será a mesma? A menos que... poderá ser por amor?

After é o primeiro livro de uma série criada por Anna Todd cujos personagens são inspirados na banda britânica One Direction. É um caso surpreendente de fanfiction, um fenómeno que começou na plataforma Wattpad, teve mais de mil milhões de leituras e tornou-se no livro mais falado da Internet!"

Críticas de Imprensa:
«After é o grande fenómeno literário do momento
Deadline.com

«Anna Todd é a maior novidade literária da sua geração
Cosmopolitan

«Um livro que provoca emoções verdadeiramente inesperadas
Fangirlish

Opinião:
Apesar de as críticas serem boas e a grande maioria dos leitores considerarem a série After como um fenómeno literário, eu não partilho dessa opinião.

Na verdade foi um sacrifício terminar o livro 1 e apenas o fiz para ter absoluta certeza que a minha opinião negativa ao longo do livro iria manter-se até ao fim, isto porque na hipótese de por algum motivo ser cativada pela história que estava a seguir, implicaria a leitura de mais de quatro livros. Ora, prolongar o sacrifício não era uma opção muito cativante!!!

Pessoalmente adoro trilogias e séries, por isso tinha expectativas em relação à série After, considerando ainda que as críticas eram boas e foi recomendado por uma amiga.

Porém, a leitura ficou aquém das expectativas, isto porque achei uma leitura com pouco conteúdo interessante, repetitiva e muito "adolescente" na narração, os sentimentos são sempre os mesmos e não se pode dizer que haja um desenvolvimento da história. Na verdade, a personagem principal prende o leitor a essa repetição de sentimentos, tornando toda a história previsível. 


Boas Leituras!!

quinta-feira, 19 de outubro de 2017

OPINIÃO! «O Reino do Meio», José Rodrigues dos Santos

Título: O Reino do Meio
Livro 3 da Trilogia do Lótus
Autor: José Rodrigues dos Santos 
Edição: Gradiva, 
Ano: Setembro de 2017  ‧ 
isbn: 9789896167820

Sinopse:
"A guerra rebenta em Espanha e o Japão invade a China. Uma relação extraconjugal nos Açores, o atentado contra Salazar e as intrigas palacianas em Tóquio aproximam o coronel Artur Teixeira do cônsul Satake Fukui na mais imprevisível e perigosa das cidades - a Berlim de Adolf Hitler.
Lian-hua, a chinesa dos olhos azuis, está prometida a um desconhecido quando vê os japoneses entrarem em Pequim e a sua vida se transforma num inferno. O mesmo espetáculo é observado pela russa Nadezhda Skuratova em Xangai, onde se apaixona por um português que a forçará a uma escolha impossível.

A Berlim do blackout, dos boatos e das anedotas, do Hotel Adlon, das suásticas que brilham à noite e das lojas vazias com vitrinas cheias; a Pequim das mei po casamenteiras, dos chi pao de seda, dos cules e dos riquexós; a Tóquio do Hotel Imperial, dos golpes no Kantei, do zen e dos códigos de honra giri e ôn; e a Xangai da Concessão Internacional, dos portugueses do Clube Lusitano, dos néones, do Bund, das taxi-girls russas e dos bordéis.
Senhor de uma prosa sem igual, José Rodrigues dos Santos está de regresso ao grande romance com a conclusão da história inesquecível das quatro vidas que o totalitarismo moldou. Lendo-se como um romance autónomo, O Reino do Meio encerra em grande estilo a polémica Trilogia do Lótus, uma das mais ambiciosas e controversas obras da literatura portuguesa contemporânea."

Críticas da Imprensa:
Um dos pesos-pesados das letras lusófonas."
Historia, França

Excertos:
"A explosão reverberava ainda nos tímpanos de Artur, que sentiu o Buick abanar e o ar vibrar no momento do grande estrondo. Encolheu-se ao lado do automóvel e, ao abrir os olhos, apercebeu-se de uma enorme coluna de fumo negro que se erguia mesmo por cima dele. Pedaços de terra e asfalto e ainda pedrinhas começaram nessa altura a chover sobre a rua por entre uma densa nuvem de pó, obrigando-o a pôr as mãos em torno da cabeça para se proteger.
Ouviram-se gritos e o som de pessoas a correr e, passada a surpresa inicial, o oficial descortinou Salazar de pé e imóvel junto à porta do carro, o fato negro coberto de poeira; dir-se-ia um espantalho plantado no passeio.
«Senhor doutor!», gritou uma voz de homem, tão alterada que roçava o pânico. «Senhor doutor!»
«Valha-me Deus! Virgem santíssima!», berrou uma mulher. «O que aconteceu? O que aconteceu?»
«Vossa excelência está bem? Ficou ferido?» A desorientação parecia generalizada, apesar de os agentes da PVDE terem acorrido prontamente para se assegurarem de que o presidente do Conselho se encontrava bem e procurarem controlar a situação na rua, estabelecendo de imediato um perímetro de segurança. Também Artur se precipitou para ver como estava o ditador e, ao chegar ao passeio, deu com ele a sacudir a poeira dos ombros antes de sair da letargia e romper o mutismo.
«Bem, vamos à missa.»"

Opinião:
O encaixe final neste último volume da trilogia do Lótus, as personagens que até então tinham histórias independentes, cruzam-se no mesmo local.

A vida de Artur foi a que mais me apaixonou e que me cativou desde o início, aliás, já desde o primeiro volume. Artur é um homem apaixonado pela vida e pelo trabalho. É também um homem com carácter, porém, neste último volume deixa-se levar por sentimentos complexos que o colocam numa situação complicada na sua relação matrimonial. Ultrapassados esses breves momentos, somos levados a acompanhar o percurso na sua carreira e os actos de coragem que esta personagem desenvolve.

Também senti admiração pelas restantes três personagens, Satake Fukui, Lian-hua e Nadezhda Skuratova. E de entre estas, mais uma vez, surpreendeu-me a força e resistência de Nadezhda, que apesar de duramente marcada pelo passado e pelos "actos de loucura" do pai, consegue mesmo assim ultrapassar as dificuldades que a vida adulta impõe, pela independência e labor diários.

Quanto a Satake Fukui, demonstrou claramente um sentido de honra e coragem, e teve ainda o papel importante de conhecer Artur, e acompanharem o percurso um do outro, na Alemanha, um país que apresentava várias contradições ao nível do poder político, e também puderam observar um país que possuía uma fraca consideração pela dignidade humana no que aos judeus respeitava.
Lian-hua, que em tempos sonhava com o seu casamento nos mesmos moldes que os europeus, ou seja, apenas casaria por amor e seria ela a escolher o seu companheiro para uma vida, vê-se primeiramente numa situação de possível "arranjo" com um homem de bem e com posses, fruto da escolha dos pais. Porém, a sua vida complica-se ainda mais quando o seu pai é preso, e vê-se forçada a desistir dos seus mais belos sonhos para impedir o infeliz destino reservado ao seu pai.

Um livro poderoso, uma leitura imperdível!!!!


Boas Leituras!

Novidades Editorial Bizâncio_Outubro 2017

Site da editora: www.editorial-bizancio.pt



Título: Londres de Shakespeare por Cinco Groats ao Dia
Autor(es):Tames, Richard
Pág.: 208
Número: 11
ISBN: 9789725305973
Ano: 2017
Preço de Capa: €15
Preço Online: €13.5

Sinopse:  
"Bem-vindos à cidade de Shakespeare e da rainha Isabel. 
Os fiéis súbditos de Sua Majestade sentem que estão a viver uma época de ouro ─ Junte-se a eles e perceba porquê. 
Explore Londres nos finais do século XVI, cidade de cortesãos, criminosos, mercadores, mendigos, advogados, dramaturgos, aprendizes e aventureiros. 
Este guia original e fascinante, baseado nas obras de autores da época dos Tudors e em panfletos, mapas, testamentos e documentos legais da mesma época, oferece uma perspectiva privilegiada da cidade de Londres no tempo da rainha Isabel, quando era vista na Europa como a «Cidade do Futuro»."




Título: Como Desenhar uma Galinha
Autor(es): Sénac, Jean-Vincente
Pág.: 80
Número: 53005
ISBN: 9789725305935
Ano: 2017
Preço de Capa: €9.9
Preço Online: €8.91

Sinopse:
"Neste livro ilustrado, Jean-Vincent Sénac quer ensinar-te a desenhar uma galinha, passo a passo... mas as galinhas não estão para isso! 
Será que a tua caneta consegue acompanhar bicos que fogem, ovos sonhadores e galinhas esfomeadas? 


Os personagens divertidos e o texto animado deste livro de desenhos de esboços simples, encantarão leitores de todas as idades e incentivarão crianças e adultos a desenhar com humor e imaginação."






Título: O Livro com Sono
Autor(es): Ramadier, Cédric
        Bourgeau, Vincent
Pág.: 20
Número: 1053004
ISBN: 9789725305898
Ano: 2017
Preço de Capa: €11
Preço Online: €10.72

Sinopse: 
"A hora de dormir pode ser mais fácil se o livro adormecer primeiro ... 
Para crianças a partir dos dois anos de idade, O Livro com Sono pode ser uma ajuda preciosa para pais e educadores na hora de colocar os mais pequenos a dormir e vai, certamente, despertar-lhes a atenção, promovendo a interacção com os seus livros."


Livro cartonado




Título: O Livro Zangado
Autor(es): Ramadier, Cédric
        Bourgeau, Vincent
Pág.: 20
Número: 1053003
ISBN: 9789725305904
Ano: 2017
Preço de Capa: €11.9
Preço Online: €10.72

Sinopse:
"Será que os livros também fazem birras? 
E ficam tão zangados que ficam vermelhos de raiva? 


Direccionado para crianças a partir dos dois anos de idade, O Livro Zangado irá ajudar pais e educadores a explicar às crianças como lidar com as zangas, promovendo, ao mesmo tempo, a interacção dos mais pequenos com os seus livros."



Título: Porque tem a Arte tanta gente nua?
Autor(es): Hodge, Susie
Pág.: 96
Número: 6
ISBN: 9789725305911
Ano: 2017
Preço de Capa: €15
Preço Online: €13.5

Sinopse: 
"A ARTE é tão CARA PORQUÊ? 

PORQUE tem a ARTE tanta GENTE NUA? 

Tanta FRUTA para QUÊ? 

E porque nos SURPREENDE e PERTURBA a ARTE? 

Com perguntas e respostas directas e divertidas sobre as artes visuais, desde a Arte Rupestre ao Cubismo, e do Renascimento à Arte Contemporânea, este livro ajuda os jovens leitores a perceberem melhor a arte e a interessarem-se por ela."


OPINIÃO! «Aicha A Bem-Amada de Maomé - As Mulheres do Islão, 3.º Vol.», de Marek Halter

Título: Aïcha, A Bem-Amada de Maomé - As Mulheres do Islão, 3º Vol
Autor(es): Halter, Marek
Pág.: 288
Número: 1001042
ISBN: 9789725305720
Ano: 2016
Preço de Capa: €16
Preço Online: €14.39

Sinopse:
"«A ti que pousarás os olhos nestas linhas 
Chamo-me Aïcha bint Abi Bakr. 
Há cerca de sessenta anos que me chamam Aïcha, Mãe dos Crentes. Sei que Allah, o Clemente e Misericordioso, não tardará a julgar a minha vida. 
Quis que ela fosse longa, bela e terrível. 
Quis que a minha memória fosse incomparável, a fim de a pôr ao serviço da Sua vontade e do Seu Enviado.» 

Este último volume mostra o aparecimento de um Islão conquistador, que afastou as mulheres, apesar da oposição de Muhammad e que conduziu à divisão entre sunitas e xiitas, que ainda hoje ensanguenta o mundo árabe e o Ocidente"

Opinião:

Assim terminou a trilogia As Mulheres do Islão...com um volume que foi de uma ternura inesquecível.
Na minha opinião, trata-se de uma trilogia imperdível, que ninguém devia deixar de ler. São livros com grande significado.

Neste último volume, Marek Halter retrata a confidente de Maomé, uma rapariga nova e sensata. Aicha, apesar de jovem, demonstrou ser uma mulher crente e uma companheira fiel ao seu marido, "O Enviado".
Aicha, foi, a meu ver, a personagem mais sensível de entre as três mulheres retratadas nesta maravilhosa obra. Teve o papel de apoiar Maomé, de uma forma mais inclinada para um companheirismo espiritual, essencial no percurso de Maomé.
Aicha foi a jovem chorosa, que em circunstâncias de grande pesar prestou o auxílio devido ao seu amado, sob a sombra de outras mulheres e debaixo de tantos olhares atentos à sua volta.

Um grande livro, sem dúvida nenhuma. Uma obra notável.


Boas leituras!

terça-feira, 10 de outubro de 2017

OPINIÃO! "Aurora", de Friedrich Nietzsche

Título: Aurora
Autor:  Friedrich Nietzsche 

Sinopse:
"Lancei-me num empreendimento que não pode ser o de toda a gente: avancei em profundidade, perfurei as bases e comecei a examinar e a minar uma velha confiança sobre a qual nós, os filósofos, temos o costume de construir, desde há alguns milénios, como sobre o terreno mais firme - e reconstruímos sem descanso, embora até hoje todos os edifícios tivessem ruído: começo a minar a vossa confiança na moral".
Aurora, escrito entre 1879 e 1881, pertence à segunda fase da obra de NIETZSCHE e constitui o início do imenso trabalho de crítica aos IDEAIS que se acham na base dos nossos princípios religiosos, morais e metafísicos, denunciados por NIETZSCHE como demasiado humanos e que culminará na elaboração de ZARATUSTRA e da GENEALOGIA DA MORAL." 


Opinião:
Ler este livro foi uma experiência que se revelou enriquecedora e espantosa!
É uma viagem em volta do indivíduo, que vai ao mais intimo do seu ser....uma análise do ego, da sua loucura...um estado de espírito deveras interessante.
As questões são absurdamente compenetrantes e sensíveis, ao ponte de gerar em nós, leitores, uma reflexão acentuada e obriga-nos a pensar!!! 

Ao ler a obra de NIETZSCHE, é como se ficássemos automaticamente envoltos na sombra do nosso próprio ego, sensaborronos da nossa miserável pacatez e falta de acção. Senão vejamos,  o que é a razão dentro do "livre arbítrio" conjugada com a "loucura natural do ser humano"?

Um ponto que me ressaltou à vista e que opto por focar aqui é a clara divergência entre, o que nos é imposto por educação e por hábitos, e a forma como devemos agir perante a realidade que se nos apresenta aos nossos olhos, ou seja, com clareza, lucidez e atrevo-me a dizer enfrentando os perigos da mente.
Em virtude disso, questiono-me, um instinto pode ser violento? Impede a evolução e auto-descoberta do homem? No capítulo de "auto-domínio", o autor descreve 6 métodos para combater a violência de um instinto. Muito interessante!

O autor consegue desarmar o ser complexo que é o ser humano, numa busca pelo ser mais próximo de um "super-homem".

Para mim é um livro altamente disciplinar e e com algumas linhas de orientação fascinantes, um livro filosófico muito, muito cativante.

Boas leituras!