sábado, 14 de abril de 2018

Opinião! «O Conde de Monte Cristo II», de Alexandre Dumas

O Conde de Monte Cristo I
Autor: Alexandre Dumas 
ISBN: 9789896417482
Edição ou reimpressão: 11-2017
Editor: Relógio D'Água

Sinopse:
"Para Umberto Eco, e muitos outros leitores e críticos, O Conde de Monte Cristo «é um dos mais apaixonantes romances alguma vez escritos»."

Opinião:
E assim terminei uma obra tão singular. Neste segundo volume assisti à vingança de Dantés, na pessoa de Conde de Monte Cristo. Um a um, recebe o pagamento "divino" e merecido aos olhos do misterioso Conde de Monte Cristo que manipula as pobres almas que em tempos foram insensíveis quando se tratava da vida e da felicidade de um simples moço.

Mais uma vez recomendo a leitura desta obra verdadeiramente apaixonante. 
Boas Leituras!

OPINIÃO! «Romance ao Anoitecer», Tessa Dare

Romance ao Anoitecer
Autora: Tessa Dare 
ISBN: 9789898855268
Edição: 02-2017
Editor: TopSeller
Encadernação: Capa mole 
Páginas: 320
Coleção: Spindle Cove 
Classificação Temática:  Romance

Sinopse:
"Spindle Cove é uma pacata vila onde jovens senhoras convivem e procuram manter a sua reputação intacta.
Após anos a levar uma vida solitária, a órfã Kate Taylor encontrou acolhimento e amizade em Spindle Cove, onde dá lições de música e frequenta a classe mais privilegiada da vila. Mas Kate anseia por algo mais, por conhecer o verdadeiro amor.
Até que revelações inesperadas ameaçam mudar o destino de uma donzela muito querida para todos.

Frio como o gelo, porém incrivelmente bonito, o cabo Thorne é o exemplo perfeito do tipo de homem que Kate deveria evitar. Mas o destino parece não concordar com ela. Entretanto, um grupo de misteriosos desconhecidos chega a Spindle Cove para revelar a Kate as suas verdadeiras origens. É então que, para surpresa geral, Thorne se apresenta como seu noivo.
A não ser que o anoitecer se encarregue de alterar o rumo dos seus passos.

Ele afirma que nada sente, além do dever de a proteger. Mas Kate está longe de acreditar nisso… E para Thorne conseguir convencê-la terá que manter as mãos longe do seu corpo tentador e escudar o coração daquele sorriso deslumbrante. Conseguirá este guerreiro vencer a sua derradeira batalha? Ou render-se-á ao desafio de amar pela primeira vez?"

Opinião:
Inicialmente a relação de Kate e o cabo Thorne é distante e chega a ser insuportavelmente irritante para Kate, já que ele faz questão de se afastar de Kate sempre que lhe é possível e sem ferir as regras de etiqueta mínimas impostas pela sociedade em que se encontram.

Mas Kate, mais conhecida por menina Taylor, vê-se em apuros quando sai da vila de Spindle Cove para tentar obter o maior número de informações sobre o seu passado e assim poder encontrar a sua mãe que nunca conheceu. Ao acreditar que tem alguém no mundo que a possa amar, ela nunca desistiu de encontrar essa pessoa. É no momento em que se encontra desorientada no meio da rua, que aparece o cabo Thorne, um homem duro, mulherengo e que apesar disso, é ele que a ajuda a voltar para casa.

Só que a história não fica por aí, apesar de a vontade do cabo Thorne ser apenas entregar a gentil moça, certo é que ao chegar a casa dela depara-se com um conjunto de visitantes desconhecidos, cheios de maneirismos, com títulos e dinheiro, e que afirmam que a menina Taylor é sua familiar. É nesse momento que o cabo Thorne já não consegue manter uma distância de segurança em relação à menina Taylor, e para espanto dela, em voz alta anuncia a todos os presentes que é noivo da alegada nova familiar deles.

Intriga, ciúmes e sexo à mistura, é um livro interessante e que embora as personagens tenham um passado duro e triste, acabam por encontrar no outro algo que procuravam há muito tempo.


Boas Leituras!

domingo, 1 de abril de 2018

OPINIÃO! «A Sombra do Vento», Carlos Ruiz Zafón

Autor: Carlos Ruiz Zafón 
Edição ou reimpressão: 06-2016
Editor: Editorial Planeta
Dimensões: 154 x 234 x 31 mm 
Encadernação: Capa mole 
Páginas: 512

Sinopse:
"A Sombra do Vento é um mistério literário passado na Barcelona da primeira metade do século XX, desde os últimos esplendores do Modernismo até às trevas do pós-guerra. Um inesquecível relato sobre os segredos do coração e o feitiço dos livros num crescendo de suspense, que se mantém até à última página."

Opinião:
A Sombra do Vento, é sem dúvida, um mistério literário com uma narração espantosa! Uma leitura que recomendo sem quaisquer reservas, e que tenho a certeza que os amantes de livros vão saborear cada palavra, cada capítulo!!! 

A narração começa com a visita de Daniel Sempere ao Cemitério dos Livros Esquecidos, acompanhado de seu pai. Nessa manhã, o pai de Daniel explica-lhe a importância dos livros e convida Daniel a deixar-se escolher por um livro...e adoptar esse livro, dando-lhe vida pela sua leitura, guardando-o e protegendo-o.
Daniel, ciente de que deverá guardar segredo da missão que lhe é concedida, encanta-se pelo livro A Sombra do Vento, de Julián Carax, estando nessa altura, inocente e completamente alheio às aventuras que este livro lhe iria proporcionar.

No dia seguinte, Daniel apercebe-se que o livro é especial e que desperta o interesse das pessoas à sua volta...muitas delas com intenções que um miúdo ainda não consegue perceber.
À medida que surgem mistérios em volta do livro de Carax, Daniel descobre também os mistérios da vida, amores e traições, amizades e a coragem. E a magia deste livro é precisamente a estranha ligação entre o destino e os acasos de várias personagens, com vivências em épocas diferentes.

Fermín é também uma personagem importante no enredo, aliás, ultrapassa o papel que eu julgava estar destinado ao pai de Daniel. Fermín Romero de Torres, nome adoptado pelo próprio, é astuto e inteligente, uma personagem que confere muita graça à narração, e que facilmente se transformou numa figura inesquecível para mim!!! 

A Sombra do Vento é uma obra admirável!!!

Boas Leituras!!

OPINIÃO! «O Casamento do Ano», Laura Lee Guhrke

O Casamento do Ano
Autora: Laura Lee Guhrke 
ISBN: 9789722047838
Edição ou reimpressão: 10-2011
Editor: Livros d'Hoje
Encadernação: Capa mole 
Páginas: 368

Sinopse: 
"Beatrix Danbury sempre teve a certeza de que iria casar com William Mallory. Amava-o desde sempre e nunca duvidou que ele a amasse também. Mas quando Beatrix o obriga a ter de escolher entre uma vida a dois ou o seu sonho de sempre, ele decide-se pela última hipótese... a duas semanas do casamento. 
O regresso do Duque... 
William estava certo de que Beatrix o receberia de braços abertos. Os seis anos que haviam passado desde que a deixara, não tinham feito desaparecer o seu amor por ela. O problema é que Beatrix estava prestes a casar-se com outro homem. Alguém previsível e em quem sentia que podia confiar... alguém que era o oposto do seu antigo noivo. 
Conseguirá William impedir o casamento do ano e ter Beatrix de volta, ou será tarde demais?"

Opinião:
Um romance doce, que nos faz sonhar....Acho que "O Casamento do Ano" é aquele tipo de livro que, por vezes precisamos de ler, porque nos faz bem à alma!!!

As personagens principais são muito, mas muito teimosas e casmurras. E que apesar de se amarem verdadeiramente, quando tiveram oportunidade de ficar juntos, não estiveram dispostas a colocar as suas prioridades sociais de parte para viver o amor que os unia, e por isso, Beatrix e Will cancelaram o casamento.

Alguns anos mais tarde, voltam a encontrar-se. Só que, passados estes anos, Beatrix conseguiu superar o desgosto de ser "trocada" por artefactos e conheceu um homem do qual está noiva e que lhe parece ser ideal para ela. Ao mesmo passo que Will, regressa não para ver a teimosa Beatrix, mas porque precisa de alguém que possa financiar a escavação durante pelo menos mais um ano.

Apesar de evitarem o reencontro, os sentimentos falam mais alto e depressa se vêem juntos novamente e com promessas de amor...promessas que Beatrix não acredita e julga serem apenas palavras...


Boas Leituras!

sexta-feira, 30 de março de 2018

OPINIÃO! «O Pintassilgo», de Donna Tartt

Autora: Donna Tartt 
ISBN: 9789722353663
Edição ou reimpressão: 09-2014
Editor: Editorial Presença
Páginas: 896

Sinopse:
"Theo Decker, um adolescente de 13 anos, vive em Nova Iorque com a mãe com quem partilha uma relação muito próxima e que é a figura parental única, após a separação dos pais pouco antes do trágico acontecimento que dá início a este romance. Theo sobrevive inexplicavelmente ao acidente em que a mãe morre, no dia em que visitavam o Metropolitan Museum. Abandonado pelo pai, Theo é levado para casa da família de um amigo rico. Mas Theo tem dificuldade em se adaptar à sua nova vida em Park Avenue, e sente a falta da mãe como uma dor intolerável. É neste contexto que uma pequena e misteriosa pintura que ela lhe tinha revelado no dia em que morreu se vai impondo a Theo como uma obsessão. E será essa pintura que finalmente, já adulto, o conduzirá a entrar no submundo do crime. O Pintassilgo é um livro poderoso sobre amor e perda, sobrevivência e capacidade de nos reinventarmos, uma brilhante odisseia através da América dos nossos dias, onde o suspense e a arte são dois elementos decisivos para agarrar o leitor."

Críticas de Imprensa:
«Uma obra-prima
The Times

«O Pintassilgo é um daqueles livros raros que aparecem uma meia dúzia de vezes por década; um magnífico romance literário capaz de tocar tanto o coração como a mente… Donna Tartt criou uma extraordinária obra de ficção
Stephen King, The New York Times Book Review

«Uma obra surpreendente… Se alguém perdeu o gosto pela leitura, irá reencontrá-lo com O Pintassilgo
The Guardian

«Deslumbrante… [Um] romance poderoso na linha de Dickens, que reúne os notáveis talentos narrativos de Donna Tartt numa sinfonia arrebatadora, lembrando ao leitor o prazer de ficar acordado durante toda a noite a ler
The New York Times

«Um romance de formação, soberbamente escrito, povoado de personagens elegantemente construídas, que segue a estranha ligação de um rapaz a um pequeno quadro famoso. Um livro que estimula a mente e toca o coração
Little Brown

Opinião:
Quando este livro foi editado, fiquei com muita curiosidade em ler, aliás, o final da sinopse cativou-me de imediato "[..] é também uma brilhante odisseia através da América dos nossos dias, e um thriller de uma grande densidade em que o fascínio exercido pelo mundo da arte é mais um elemento a captar o interesse do leitor."

De facto, O Pintassilgo é uma obra que se destaca pela sua qualidade, e que gostei muito de ler. Porém, houve uma fase na narrativa que me criou alguma frustração, porque na minha opinião, quando Theo Decker vai viver com o pai, há uma mudança desfasada na narrativa, isto porque o ambiente em que Theo passa a estar inserido é completamente diferente àquele a que estava habituada e que até se dar essa mudança, eu estava "presa" à leitura. Foi um choque, mas mesmo assim achei que o livro é de facto uma excelente obra.

Cada personagem que surge ao longo do livro, tem a capacidade de conduzir Theo, um menino que perdeu a sua mãe, para algo bom, ou mau. E cronologicamente é mesmo isso que acontece, assisti ao caminho de Theo para um mundo em que ele não devia pertencer!

Boas Leituras!

OPINIÃO! «Maestra», L.S. Hilton

Autor: L.S. Hilton 
ISBN: 9789722358422
Edição ou reimpressão: 06-2016
Editor: Editorial Presença

Sinopse:
"Durante o dia, Judith Rashleigh trabalha numa prestigiada leiloeira de Londres. Ambiciona uma carreira no mundo da arte e, apesar das origens humildes, tornou-se uma mulher sofisticada. Para fazer face às despesas, aceita trabalhar durante a noite como acompanhante num dos bares da capital. Mas depressa o sonho de uma vida luxuosa se desmorona. Desesperada, acompanha um dos clientes do bar numa viagem.
Após um acontecimento que marca o seu destino, Judith envereda por um caminho violento e tortuoso. Assistimos à ascensão de uma mulher à margem da lei e da moral, segura do seu rumo.
Mais do que possível, será a redenção desejável?"

Opinião:
Judith Rashleigh começou por ser inserida, pela sua amiga "Mercedes", numa vida nocturna e pouco respeitável mas que garantia uma soma de dinheiro muito apetecível. Tudo o que tinha que fazer era agradar os clientes, maquilhada e produzida, e beber muito....ou melhor, incentivar os clientes a beber.
Até aqui, Judith apenas conhecia o mundo pacato e chato de um trabalho "normal" no mundo da arte. Pois bem, quais são as probabilidades de juntar sexo e arte e resultar num despertar de uma mulher poderosa, calculista e perspicaz?? Este livro é muito mais que isso...

A primeira morte acontece durante umas mini-férias, com um cliente absurdamente nojento, com o qual Judith se inicia nos favores sexuais em troca de dinheiro e luxos, mas é também o primeiro cliente com o qual ela começa a sua vida de fugitiva ao mesmo passo que os seus conhecimentos no mundo da arte lhe proporcionam negócios altamente lucrativos.

A leitura deste livro é intensa e voraz!! 


Boas Leituras!

sexta-feira, 23 de fevereiro de 2018

OPINIÃO! «Sinal de Vida», José Rodrigues dos Santos

Sinal de Vida
Autor: José Rodrigues dos Santos 
ISBN: 9789896167837
Edição: 10-2017
Editor: Gradiva
Encadernação: Capa mole 
Páginas: 656
Classificação Temática: Policial e Thriller


Sinopse:
"Um observatório astronómico capta uma estranha emissão vinda do espaço na frequência dos 1,42 megahertz. Um sinal de vida. O governo americano e a ONU são imediatamente informados.

Um objeto dirige-se à Terra. 

A NASA prepara com urgência uma missão espacial internacional para ir ao encontro da nave desconhecida. Tomás Noronha, o maior criptanalista do mundo, é recrutado para a equipa de astronautas. 

Começa assim a mais invulgar aventura do grande herói das letras portuguesas modernas, uma história de cortar a respiração que nos leva ao coração do maior mistério do universo. Será a vida um acidente ou resultará de um desígnio? Estaremos sós ou seremos um entre milhões de mundos habitados? 

A existência é um acaso ou tem um propósito? 

Sinal de Vida traz-nos José Rodrigues dos Santos, o escritor favorito dos portugueses, no apogeu das suas extraordinárias capacidades narrativas. Um romance empolgante que, pelo fio de uma intriga intensa e absorvente, nos interpela sobre a vida, o seu objetivo e o nosso lugar no universo."

Excertos:
"Seth Dyson trocou um olhar com Bozóki Emese e com o cardeal Panunzio, como se quisesse saber quem daria a notícia ao académico português. Foi o secretário de Estado da Santa Sé, afinando a voz, que assumiu a responsabilidade.
“Sabe, professor Noronha, esta reunião foi convocada porque recebemos um sinal.” “Um sinal?”
Um sorriso nervoso formou-se por momentos nos lábios do número dois do Vaticano, como se ele próprio ainda tivesse dificuldade em acreditar no que se preparava para anunciar.
“O ET contactou-nos.”"

Opinião:
Fiquei bastante desiludida com "Sinal de Vida" porque achei que faltou a medida certa entre a ficção/acção e toda a informação técnica sobre ciência, tecnologias e questões que andam à volta do tema, que no meu entender é muito interessante, o universo, a vida!!

Porém, o problema foi unicamente algum exagero em determinadas partes do livro, porque de resto, e apesar de Tomás Noronha não se encontrar completamente à vontade num mundo de cientistas e principalmente fechado numa nave espacial no meio do "nada", o que acaba por compensar é o seu raciocínio rápido e a sua aprendizagem quando conversa com Emese.
Sinal de Vida foca o mistério da vida, o que está para além do nosso conhecimento. E também, a divergência de opiniões em relação ao "desconhecido".

Apesar de desiludida e de deparar-me com alguns trechos demasiado "maçadores", gostei da leitura. Além disso, é agradável aperceber-me que o autor José Rodrigues dos Santos é um escritor que tem a capacidade de escrever sobre qualquer tema!!! 


Boas Leituras!