quinta-feira, 19 de outubro de 2017

OPINIÃO! «O Reino do Meio», José Rodrigues dos Santos

Título: O Reino do Meio
Livro 3 da Trilogia do Lótus
Autor: José Rodrigues dos Santos 
Edição: Gradiva, 
Ano: Setembro de 2017  ‧ 
isbn: 9789896167820

Sinopse:
"A guerra rebenta em Espanha e o Japão invade a China. Uma relação extraconjugal nos Açores, o atentado contra Salazar e as intrigas palacianas em Tóquio aproximam o coronel Artur Teixeira do cônsul Satake Fukui na mais imprevisível e perigosa das cidades - a Berlim de Adolf Hitler.
Lian-hua, a chinesa dos olhos azuis, está prometida a um desconhecido quando vê os japoneses entrarem em Pequim e a sua vida se transforma num inferno. O mesmo espetáculo é observado pela russa Nadezhda Skuratova em Xangai, onde se apaixona por um português que a forçará a uma escolha impossível.

A Berlim do blackout, dos boatos e das anedotas, do Hotel Adlon, das suásticas que brilham à noite e das lojas vazias com vitrinas cheias; a Pequim das mei po casamenteiras, dos chi pao de seda, dos cules e dos riquexós; a Tóquio do Hotel Imperial, dos golpes no Kantei, do zen e dos códigos de honra giri e ôn; e a Xangai da Concessão Internacional, dos portugueses do Clube Lusitano, dos néones, do Bund, das taxi-girls russas e dos bordéis.
Senhor de uma prosa sem igual, José Rodrigues dos Santos está de regresso ao grande romance com a conclusão da história inesquecível das quatro vidas que o totalitarismo moldou. Lendo-se como um romance autónomo, O Reino do Meio encerra em grande estilo a polémica Trilogia do Lótus, uma das mais ambiciosas e controversas obras da literatura portuguesa contemporânea."

Críticas da Imprensa:
Um dos pesos-pesados das letras lusófonas."
Historia, França

Excertos:
"A explosão reverberava ainda nos tímpanos de Artur, que sentiu o Buick abanar e o ar vibrar no momento do grande estrondo. Encolheu-se ao lado do automóvel e, ao abrir os olhos, apercebeu-se de uma enorme coluna de fumo negro que se erguia mesmo por cima dele. Pedaços de terra e asfalto e ainda pedrinhas começaram nessa altura a chover sobre a rua por entre uma densa nuvem de pó, obrigando-o a pôr as mãos em torno da cabeça para se proteger.
Ouviram-se gritos e o som de pessoas a correr e, passada a surpresa inicial, o oficial descortinou Salazar de pé e imóvel junto à porta do carro, o fato negro coberto de poeira; dir-se-ia um espantalho plantado no passeio.
«Senhor doutor!», gritou uma voz de homem, tão alterada que roçava o pânico. «Senhor doutor!»
«Valha-me Deus! Virgem santíssima!», berrou uma mulher. «O que aconteceu? O que aconteceu?»
«Vossa excelência está bem? Ficou ferido?» A desorientação parecia generalizada, apesar de os agentes da PVDE terem acorrido prontamente para se assegurarem de que o presidente do Conselho se encontrava bem e procurarem controlar a situação na rua, estabelecendo de imediato um perímetro de segurança. Também Artur se precipitou para ver como estava o ditador e, ao chegar ao passeio, deu com ele a sacudir a poeira dos ombros antes de sair da letargia e romper o mutismo.
«Bem, vamos à missa.»"

Opinião:
O encaixe final neste último volume da trilogia do Lótus, as personagens que até então tinham histórias independentes, cruzam-se no mesmo local.

A vida de Artur foi a que mais me apaixonou e que me cativou desde o início, aliás, já desde o primeiro volume. Artur é um homem apaixonado pela vida e pelo trabalho. É também um homem com carácter, porém, neste último volume deixa-se levar por sentimentos complexos que o colocam numa situação complicada na sua relação matrimonial. Ultrapassados esses breves momentos, somos levados a acompanhar o percurso na sua carreira e os actos de coragem que esta personagem desenvolve.

Também senti admiração pelas restantes três personagens, Satake Fukui, Lian-hua e Nadezhda Skuratova. E de entre estas, mais uma vez, surpreendeu-me a força e resistência de Nadezhda, que apesar de duramente marcada pelo passado e pelos "actos de loucura" do pai, consegue mesmo assim ultrapassar as dificuldades que a vida adulta impõe, pela independência e labor diários.

Quanto a Satake Fukui, demonstrou claramente um sentido de honra e coragem, e teve ainda o papel importante de conhecer Artur, e acompanharem o percurso um do outro, na Alemanha, um país que apresentava várias contradições ao nível do poder político, e também puderam observar um país que possuía uma fraca consideração pela dignidade humana no que aos judeus respeitava.
Lian-hua, que em tempos sonhava com o seu casamento nos mesmos moldes que os europeus, ou seja, apenas casaria por amor e seria ela a escolher o seu companheiro para uma vida, vê-se primeiramente numa situação de possível "arranjo" com um homem de bem e com posses, fruto da escolha dos pais. Porém, a sua vida complica-se ainda mais quando o seu pai é preso, e vê-se forçada a desistir dos seus mais belos sonhos para impedir o infeliz destino reservado ao seu pai.

Um livro poderoso, uma leitura imperdível!!!!


Boas Leituras!

Novidades Editorial Bizâncio_Outubro 2017

Site da editora: www.editorial-bizancio.pt



Título: Londres de Shakespeare por Cinco Groats ao Dia
Autor(es):Tames, Richard
Pág.: 208
Número: 11
ISBN: 9789725305973
Ano: 2017
Preço de Capa: €15
Preço Online: €13.5

Sinopse:  
"Bem-vindos à cidade de Shakespeare e da rainha Isabel. 
Os fiéis súbditos de Sua Majestade sentem que estão a viver uma época de ouro ─ Junte-se a eles e perceba porquê. 
Explore Londres nos finais do século XVI, cidade de cortesãos, criminosos, mercadores, mendigos, advogados, dramaturgos, aprendizes e aventureiros. 
Este guia original e fascinante, baseado nas obras de autores da época dos Tudors e em panfletos, mapas, testamentos e documentos legais da mesma época, oferece uma perspectiva privilegiada da cidade de Londres no tempo da rainha Isabel, quando era vista na Europa como a «Cidade do Futuro»."




Título: Como Desenhar uma Galinha
Autor(es): Sénac, Jean-Vincente
Pág.: 80
Número: 53005
ISBN: 9789725305935
Ano: 2017
Preço de Capa: €9.9
Preço Online: €8.91

Sinopse:
"Neste livro ilustrado, Jean-Vincent Sénac quer ensinar-te a desenhar uma galinha, passo a passo... mas as galinhas não estão para isso! 
Será que a tua caneta consegue acompanhar bicos que fogem, ovos sonhadores e galinhas esfomeadas? 


Os personagens divertidos e o texto animado deste livro de desenhos de esboços simples, encantarão leitores de todas as idades e incentivarão crianças e adultos a desenhar com humor e imaginação."






Título: O Livro com Sono
Autor(es): Ramadier, Cédric
        Bourgeau, Vincent
Pág.: 20
Número: 1053004
ISBN: 9789725305898
Ano: 2017
Preço de Capa: €11
Preço Online: €10.72

Sinopse: 
"A hora de dormir pode ser mais fácil se o livro adormecer primeiro ... 
Para crianças a partir dos dois anos de idade, O Livro com Sono pode ser uma ajuda preciosa para pais e educadores na hora de colocar os mais pequenos a dormir e vai, certamente, despertar-lhes a atenção, promovendo a interacção com os seus livros."


Livro cartonado




Título: O Livro Zangado
Autor(es): Ramadier, Cédric
        Bourgeau, Vincent
Pág.: 20
Número: 1053003
ISBN: 9789725305904
Ano: 2017
Preço de Capa: €11.9
Preço Online: €10.72

Sinopse:
"Será que os livros também fazem birras? 
E ficam tão zangados que ficam vermelhos de raiva? 


Direccionado para crianças a partir dos dois anos de idade, O Livro Zangado irá ajudar pais e educadores a explicar às crianças como lidar com as zangas, promovendo, ao mesmo tempo, a interacção dos mais pequenos com os seus livros."



Título: Porque tem a Arte tanta gente nua?
Autor(es): Hodge, Susie
Pág.: 96
Número: 6
ISBN: 9789725305911
Ano: 2017
Preço de Capa: €15
Preço Online: €13.5

Sinopse: 
"A ARTE é tão CARA PORQUÊ? 

PORQUE tem a ARTE tanta GENTE NUA? 

Tanta FRUTA para QUÊ? 

E porque nos SURPREENDE e PERTURBA a ARTE? 

Com perguntas e respostas directas e divertidas sobre as artes visuais, desde a Arte Rupestre ao Cubismo, e do Renascimento à Arte Contemporânea, este livro ajuda os jovens leitores a perceberem melhor a arte e a interessarem-se por ela."


OPINIÃO! «Aicha A Bem-Amada de Maomé - As Mulheres do Islão, 3.º Vol.», de Marek Halter

Título: Aïcha, A Bem-Amada de Maomé - As Mulheres do Islão, 3º Vol
Autor(es): Halter, Marek
Pág.: 288
Número: 1001042
ISBN: 9789725305720
Ano: 2016
Preço de Capa: €16
Preço Online: €14.39

Sinopse:
"«A ti que pousarás os olhos nestas linhas 
Chamo-me Aïcha bint Abi Bakr. 
Há cerca de sessenta anos que me chamam Aïcha, Mãe dos Crentes. Sei que Allah, o Clemente e Misericordioso, não tardará a julgar a minha vida. 
Quis que ela fosse longa, bela e terrível. 
Quis que a minha memória fosse incomparável, a fim de a pôr ao serviço da Sua vontade e do Seu Enviado.» 

Este último volume mostra o aparecimento de um Islão conquistador, que afastou as mulheres, apesar da oposição de Muhammad e que conduziu à divisão entre sunitas e xiitas, que ainda hoje ensanguenta o mundo árabe e o Ocidente"

Opinião:

Assim terminou a trilogia As Mulheres do Islão...com um volume que foi de uma ternura inesquecível.
Na minha opinião, trata-se de uma trilogia imperdível, que ninguém devia deixar de ler. São livros com grande significado.

Neste último volume, Marek Halter retrata a confidente de Maomé, uma rapariga nova e sensata. Aicha, apesar de jovem, demonstrou ser uma mulher crente e uma companheira fiel ao seu marido, "O Enviado".
Aicha, foi, a meu ver, a personagem mais sensível de entre as três mulheres retratadas nesta maravilhosa obra. Teve o papel de apoiar Maomé, de uma forma mais inclinada para um companheirismo espiritual, essencial no percurso de Maomé.
Aicha foi a jovem chorosa, que em circunstâncias de grande pesar prestou o auxílio devido ao seu amado, sob a sombra de outras mulheres e debaixo de tantos olhares atentos à sua volta.

Um grande livro, sem dúvida nenhuma. Uma obra notável.


Boas leituras!

terça-feira, 10 de outubro de 2017

OPINIÃO! "Aurora", de Friedrich Nietzsche

Título: Aurora
Autor:  Friedrich Nietzsche 

Sinopse:
"Lancei-me num empreendimento que não pode ser o de toda a gente: avancei em profundidade, perfurei as bases e comecei a examinar e a minar uma velha confiança sobre a qual nós, os filósofos, temos o costume de construir, desde há alguns milénios, como sobre o terreno mais firme - e reconstruímos sem descanso, embora até hoje todos os edifícios tivessem ruído: começo a minar a vossa confiança na moral".
Aurora, escrito entre 1879 e 1881, pertence à segunda fase da obra de NIETZSCHE e constitui o início do imenso trabalho de crítica aos IDEAIS que se acham na base dos nossos princípios religiosos, morais e metafísicos, denunciados por NIETZSCHE como demasiado humanos e que culminará na elaboração de ZARATUSTRA e da GENEALOGIA DA MORAL." 


Opinião:
Ler este livro foi uma experiência que se revelou enriquecedora e espantosa!
É uma viagem em volta do indivíduo, que vai ao mais intimo do seu ser....uma análise do ego, da sua loucura...um estado de espírito deveras interessante.
As questões são absurdamente compenetrantes e sensíveis, ao ponte de gerar em nós, leitores, uma reflexão acentuada e obriga-nos a pensar!!! 

Ao ler a obra de NIETZSCHE, é como se ficássemos automaticamente envoltos na sombra do nosso próprio ego, sensaborronos da nossa miserável pacatez e falta de acção. Senão vejamos,  o que é a razão dentro do "livre arbítrio" conjugada com a "loucura natural do ser humano"?

Um ponto que me ressaltou à vista e que opto por focar aqui é a clara divergência entre, o que nos é imposto por educação e por hábitos, e a forma como devemos agir perante a realidade que se nos apresenta aos nossos olhos, ou seja, com clareza, lucidez e atrevo-me a dizer enfrentando os perigos da mente.
Em virtude disso, questiono-me, um instinto pode ser violento? Impede a evolução e auto-descoberta do homem? No capítulo de "auto-domínio", o autor descreve 6 métodos para combater a violência de um instinto. Muito interessante!

O autor consegue desarmar o ser complexo que é o ser humano, numa busca pelo ser mais próximo de um "super-homem".

Para mim é um livro altamente disciplinar e e com algumas linhas de orientação fascinantes, um livro filosófico muito, muito cativante.

Boas leituras!

domingo, 24 de setembro de 2017

OPINIÃO! «Mente-me, Por Favor», de Goreti Sampaio Pinto

Mente-me, Por Favor
Autor: Goreti Sampaio Pinto
Data de publicação: Novembro de 2016
Número de páginas: 204
ISBN: 978-989-51-8983-0
Colecção: Viagens na Ficção
Género: Ficção
Idioma: Pt


Sinopse:
Um homem apaixonado por uma mulher e casado com outra.
Uma mulher que engravida no momento errado. 
E uma terceira pessoa, que vem baralhar ainda mais os dados.
Quantas mentiras cabem num amor?
Rebeca fez uma pausa nas teclas do Mac e olhou para Rodrigo.
Quem era, realmente, o homem que tinha à sua frente?
Um sádico?
Ou um homem desesperado que se agarrava ferozmente
à extremidade de um abismo para não se despenhar nele?

Opinião:
Este livro causou-me bastante impacto porque aborda várias perspectivas,. Com ele passamos a conhecer "o outro lado, a outra versão" numa traição e indubitavelmente, o sofrimento de quem se vê envolvido numa relação amorosa que não é formada apenas por duas pessoas.

Quero dizer com isto, que Rodrigo é uma personagem que demonstra e bem, o marido traidor, que procura algo mais fora do casamento e que apesar disso não admite a hipótese que a sua mulher possa encontrar alguém com quem iniciar um relacionamento ...
Porém, Rodrigo vê em Sara a mulher por quem ele se apaixonou verdadeiramente, a sua cara metade, a sua companheira...mas será mesmo assim? E será suficiente? 

É de facto uma leitura bastante singular, que pelas palavras de Rebeca passamos a conhecer verdadeiramente Rodrigo, as suas aventuras, o seu olhar perdido e excitado, a sua amargura e solidão..mas ao mesmo tempo, encantador e talvez...demasiado irresistível para Rebeca...


Boas Leituras!!! 

sexta-feira, 15 de setembro de 2017

OPINIÃO! «Vaticanum», de José Rodrigues dos Santos

Vaticanum
Autor: José Rodrigues dos Santos 
ISBN: 9789896167332
Edição ou reimpressão: 10-2016
Editor: Gradiva
Idioma: Português
Dimensões: 156 x 229 x 36 mm 
Encadernação: Capa mole 
Páginas: 608

Sinopse:
"Um comando do estado islâmico entra clandestinamente no Vaticano e o Papa desaparece. Horas depois surge na internet um vídeo em que os terroristas mostram o Sumo Pontífice em cativeiro e fazem um anúncio chocante: O PAPA SERÁ DECAPITADO EM DIRECTO À MEIA-NOITE. O relógio começa a contar. O rapto do Papa desencadeia o caos. Milhões de pessoas saem à ruas, os atentados sucedem-se, mutiplicam-se os confrontos entre cristãos e muçulmanos, vários países preparam-se para a guerra. 

Apanhado no epicentro da crise quando trabalha nas catacumbas da Basílica de São Pedro, Tomás Noronha vê-se envolvido na investigação para descobrir o paradeiro do Papa e cruza-se com um nome enigmático: OMISSIS. A pista irá conduzi-lo ao segredo mais sombrio da Santa Fé.

Usando informação genuína para nos revelar o que se esconde nos bastidores do Vaticano, o escritor preferido dos portugueses está de regresso com o thriller do ano. Com Vaticanum José Rodrigues dos Santos mostra mais uma vez por que razão é considerado mestre do mistério real."

Opinião:
Mais uma vez o autor deixa-nos maravilhados com as suas obras, José Rodrigues dos Santos é sem dúvida nenhuma um grande escritor.

Tomás é a minha personagem favorita e tem pela frente um mistério para resolver, mas para isso vai ser necessário muita perícia e capacidade de resolução e enfrentar poderosos que vão dificultar a vida de Tomás
Desistir não é opção para alguém tão teimoso e curioso como Tomás, e em boa verdade, neste caso é a vida do próprio Papa que está em jogo.

Um thriller de cortar a respiração, cada página fala por si e não é fácil parar de ler!

Boas Leituras!

terça-feira, 12 de setembro de 2017

OPINIÃO! «Noites Escaldantes», Sylvia Day

Noites Escaldantes
Autor: Sylvia Day 
ISBN: 9789897100826
Edição ou reimpressão: 03-2014
Editor: Edições Chá das Cinco
Idioma: PortuguêsDimensões: 159 x 229 x 12 mm 
Encadernação: Capa mole 
Páginas: 240


Sinopse:
"Connor é um guardião dos sonhos e está presente em todas as fantasias eróticas de mulheres. Ao vaguear no mundo etéreo, oferece às mulheres prazeres inimagináveis. Mas ele sabe que um terrível perigo ameaça destruir o seu mundo, bem como o mundo dos mortais, e assim é forçado a viajar à terra… e cair nos braços da sedutora Stacey Daniels. 
Stacey sempre se sentiu atraída pelo tipo errado de homens e o homem musculado e de aparência viking que lhe surge à porta não é exceção. Mal consegue acreditar que o guerreiro ferido vem de outro mundo, um mundo onde sonhos eróticos são necessários para sobreviver, um mundo cheio de perigos que ele trouxe para a sua casa. Connor descobre conforto na paixão entre ambos e sente Stacey a render-se às suas promessas, mas apenas o tempo poderá dizer se isso será suficiente para derrotar o inimigo que o persegue…"

Opinião:
A autora já é bem conhecida por deliciar os leitores com páginas cheias de erotismo e sensualidade. "Noites Escaldantes" promete isso mesmo, mas com um toque de diversão. Stacey e Connor estão unido pelo sexo, intimidade cada vez mais forte e pelas fantasias de cada um, no entanto têm que enfrentar algo mais...o inimigo que ameaça a felicidade deles.


Boas Leituras!